Fique a vontade para entrar em contato. Estou aqui para ajudar. 12 98142.9482 | talkto@brklyn.com.br
Follow me
Search
TOP
As Cores na Criação de uma Marca – brklyn
14035
post-template-default,single,single-post,postid-14035,single-format-standard,eltd-core-1.1,awake-ver-1.0,eltd-smooth-scroll,eltd-smooth-page-transitions,eltd-mimic-ajax,eltd-grid-1200,eltd-blog-installed,eltd-default-style,eltd-fade-push-text-top,eltd-header-standard,eltd-sticky-header-on-scroll-up,eltd-default-mobile-header,eltd-sticky-up-mobile-header,eltd-menu-item-first-level-bg-color,eltd-dropdown-slide-from-left,eltd-,eltd-fullscreen-search eltd-search-fade,eltd-side-menu-slide-from-right,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0.1,vc_responsive

As Cores na Criação de uma Marca

brklyn / Artigos  / As Cores na Criação de uma Marca

As Cores na Criação de uma Marca

Escolha das Cores

Poderia escrever um livro inteiro sobre cores. E como designer, posso dizer que há muito a se aprender sobre suas utilizações, que vão da psicologia à ciência.
Ao desenvolver uma identidade, talvez a coisa mais importante a saber é em que ponto do processo de criação que devemos decidir sobre a cor.

A cor traz uma qualidade emocional tão imediata a uma marca – pode tentar os designers a saltar à frente e a projetar com uma determinada cor em mente.

Resista a essa tentação.

Complete o seu projeto inicial para cada nova marca, independentemente da cor ou cores que acabará utilizando. Como a maioria das identidades visuais enfrentam limitações de cor, dependendo da aplicação, você precisará garantir que uma marca funcionará em várias cores e aplicações diferentes.
E porque as cores são muitas vezes influenciadas por tendências, o que se sente contemporâneo hoje pode parecer ultrapassado amanhã. 
Dito isto, a escolha da cor pode fazer ou acabar com uma identidade.

Uma vez que você está pronto para considerar a cor de uma marca, comece com as dimensões naturais de cor:
Matiz (vermelho vs azul)
• Saturação (azul brilhante vs azul cinza)

• brilho (azul claro vs azul escuro)

Olhe bastante para o prisma de cores e pense sobre as cores complementares com o mesmo cuidado.

Aplicação das Cores

À medida que a cor se espalha através de um programa de identidade em ambientes, embalagens, sites e muito mais, a consistência e o significado aparecem.

Identidade fortes usam a cor de uma forma consistente.
A escolha da cor certa pode ser um fator fundamental para o sucesso ou fracasso de uma marca.
Isso ocorre pelo aspecto emocional que as cores inspiram.
Ao pensar sobre como uma cor e suas variações compõem uma identidade, lembre-se disso: A cor se comunica com a velocidade da luz. O cérebro responde à cor da mesma maneira que responde ao prazer ou à dor. É imediato.

É importante conhecer as conotações culturais das cores antes de atribuir significado a elas dentro da sua criação de identidade.

Alguns designers escolhem uma única cor.

Outros criam uma paleta de cores e trabalham suas variações e aplicações.

O Poder das Cores

Testes clínicos sobre psicologia da cor levaram ao desenvolvimento de teorias sobre a aplicação das cores.
É por isso que escolas e hospitais favorecem a pintura de cerâmica para paredes interiores para fazer as pessoas se sentirem calmas, enquanto os restaurantes têm mais probabilidade de escolher interiores vermelhos para fazer as pessoas sentirem fome.

Mas o poder de certas cores muda ao longo do tempo e através das culturas. Não se pode negar a influência das tendências da indústria da moda em escolhas de cores.
Sazonalidade nos mercados de moda cria obsolescência programada:

Qual é o novo “preto” desta temporada?

Especialistas em tendências de cores tentam prever quais cores os compradores de carros podem querer comprar no futuro. Essas tendências de cores cruzam os mercados livremente e com freqüência.

A cultura também desempenha um papel na forma como as cores são interpretadas. O exemplo óbvio: nas culturas ocidentais, as pessoas usam preto para funerais, enquanto que nas culturas orientais no luto se usa branco.

O que o marrom pode fazer por você? Que tal o rosa? E o vermelho? O laranja? Algumas empresas e organizações trabalham duro em suas próprias cores para que elas se tornem um elemento fundamental de sua marca.

Fonte: Livro Brand Identity Essentials.

No Comments

Leave a Reply